domingo, 15 de novembro de 2009

O que tenho aprendido com o jornalismo L.1

Começo aqui uma série de posts para dividir com vocês algumas 'lições' que tenho aprendido com a prática do jornalismo. Como são lições muito subjetivas, talvez nem todos os leitores concordem. Mas isso não é problema, os comentários estão abertos para toda e qualquer crítica. Este espaço é exatamente para isso.

Lição 1: O que faz a diferença é a escolha das falas
Toda matéria carrega a opinião do repórter, por mais que ele lute contra isso e busque a impacialidade. Eu explico: Ao entrevistar uma pessoa, você está diante de inúmeras falas e cada uma delas tem um sentido. Um mesmo entrevistado pode expressar opinião favorável, desfavorável e neutra sobre um tema. Como também pode, em determinado momento, desviar a matéria para um outro assunto. Porém, é a escolha do que colocar na matéria que dará todo o sentido a ela. Assim cabe ao repórter direcionar a entrevista e extrair o máximo sobre o foco que o levou até o entrevistado.
Você não deve (e não pode!) colocar palavras na boca da pessoa. Não deve também distorcer o que foi falado. Mas, nem sempre é possível expor tudo o que foi dito, e, se o fizer sem a devida explicação poderá causar confusão na leitura do texto.
É errado escolher apenas algumas falas? Depende das intenções do repórter, do estilo do veículo para o qual ele escreve, do limite de linhas que a matéria exige, do deadline e de muitos outros fatores. O principal é pensar: Estou sendo ético? Estou sendo íntegro? Essa matéria vai prejudicar alguém? A leitura desse texto levará alguma informação importante ao meu leitor?
O foco da matéria jamais deve ser esquecido
Antes de redigir, faça perguntas do tipo:
"Se eu vim aqui falar sobre a nova peça em cartaz, por que devo falar sobre a nova namorada do ator?"
"Se eu vim para perguntar sobre uma questão específica de economia, para quê vou dizer que o economista é dono de uma ONG que ajuda 1.000 crianças?"
Não que as outras informações sejam irrelevantes. Pelo contrário; as falas que não forem utilizadas podem servir de direcionamento para uma outra matéria. O importante é não ter ânsia para escrever tudo de uma vez.
Na minha opinião uma matéria bem escrita é aquela que faz juz ao seu título e explica a opinião do entrevistado sobre o tema inicial. Nada de misturar as coisas.
E você, o que acha?

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Resultado do sorteio

E então queridos! Tudo bem?
Fiz o sorteio! Os felizardos que assistirão à peça Caju e Totonho, Sem Pensar Duas Vezes são:

  1. Paulo Luciano Ramalho Nascimento
  2. Regiane de Paula
  3. Paulo Henrique Ferreira
  4. Ronaldo Assis Alves
  5. Michel Frederico Batista Reis
  6. Douglas Henrique Maris de Moraes
  7. Nilson Lima de Azevedo
  8. Laura Infante Borges
  9. Mariana Ferreira Pinto
  10. Fabricio Santos Martini
Pra quem tem curiosidade de saber como foi o sorteio, eu explico. Os nomes cadastrados nos comentários foram listados por ordem de postagem. Em seguida, entrei nesse site (próprio para sorteios), coloquei o número de cadastrados (35) e fui clicando em 'Generate'.

Eis um exemplo:
Eis a lista:




Só para ficar bem especificadinhoo. =)

UPDATE: ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES SERÃO NO DIA 29 E 30/11 E 2/12 DOMINGO, SEGUNDA E QUARTA

Recado aos ganhadores:

Parabéns! Aguardo resposta ao meu email (já enviei para vocês) até amanhã às 14h. Caso contrário sortearei seu voucher novamente, ok?

Recado aos não ganhadores:

Se você não ganhou, não fique triste porque o ingresso tá bem baratinho. Liga lá no 3461-4000 e peça mais informações. Só não deixe de ir ok?


Ahhh, e a 98FM também está sorteando vouchers. O Totonho deixou um monte lá! Mais informações: 3215-9898

Beijos e obrigada pela participação de todos!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Caju e Totonho em nova peça (SORTEIO DE CORTESIAS)

Olás!
Depois de tanto tempo sem (tempo para) atualizar esse meu querido blog, venho trazer uma ótima notícia para os fãs da dupla: Caju e Totonho:


UPDATE: ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES SERÃO NO DIA 29 E 30/11 E 2/12 DOMINGO, SEGUNDA E QUARTA

Pois é, tem nova peça pintando aí, e como informa o flyer acima, as apresentações começam em 15 de novembro e vão até 14 de dezembro, no Music Hall.

O novo espetáculo, "Caju e Totonho, Sem Pensar Duas Vezes" traz o mesmo sabor da peça, anterior (Vão Falar de Coisa Boa?) que, devido ao seu sucesso de público e crítica, ficou em cartaz durante 5 anos.

O que esperar da nova peça?

O que já era bom continua melhor. Vários (e novos) personagens do cotidiano continuam fazendo parte do repertório da dupla. O público continuará se deliciando e se identificando com as cenas.

Afinal, quem não lembra da Mãe (encenada por Caju) ou do Telespectador da Márcia (encenado por Totonho) no espetáculo anterior?

Assim, como nos comerciais de shampoo - "A embalagem mudou, mas a qualidade é a mesma" .

Brincadeiras à parte, quem conhece a dupla sabe do que estou falando e, se você quer ir, corra e garanta seu ingresso, porque vai acabar rapidinho.
Mais informações: www.cajuetotonho.com.br ou 3461-4000

Que concorrer as cortesias?
Leia as instruções abaixo e boa sorte!

1 - Deixe um comentário com seu NOME COMPLETO e EMAIL .
2 - Para participar o comentário deve ser postado aqui até dia 12/11 (sem choro, nem vela)
3 - O sorteio será no dia 13/11 às 14h e os ganhadores serão comunicados por email e por aqui.

Mas atenção: Se por ventura algum dos ganhadores não se manifestar até o dia 14/11 às 14h farei outro sorteio no dia 14/11 mesmo então, fiquem atentos.

4 - Serão 10 pares de cortesias gentilmente cedidas pelo Caju. São muitas chances de ganhar, então divulguem aos seus amigos, namorados, parentes e afins.
5 - Apenas 1 participação por pessoa, ok?

Beijos a todos e boa sorte! ;)

Update>> Quem se inscreveu inscreveu, quem não se inscreveu não se inscreve mais porque acabei de fechar os comentários ok? Força na peruca porque o sorteio será às 14h. Boa sorte a todos.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Lula e Obama dançando...

E quem disse que não pode ter algo na política que nos faça rir???

hehehehe

Eu recomendo: Clique e veja

quinta-feira, 23 de julho de 2009

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Aí não Lula

Não vou ser hipócrita. Já rasguei elogios para o governo do atual presidente mas essa fala foi imperdoável:

"Senador Fernando Collor de Mello – eu quero aqui fazer justiça ao comportamento do senador Collor e do senador Renan, que têm dado uma sustentação muito grande aos trabalhos do governo no Senado"


Para com isso né??? Tem memória não presidente....??

Que vergonha meu Deus! Que vergonha!!

Se você quiser ouvir o Lula falando essa pouca vergonha clique aqui. E se quiser ler na íntegra o discurso dele, clique aqui.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Augusto Nunes da Veja recusou meu comentário?

Bem, já que o Sr. Augusto Nunes não quis aceitar meu comentário em seu blog, sobre o post “Lula nem faz idéia de quem foi JK”...




....vou postá-lo aqui:

FHC, o farol, sociólogo, entende de sociologia tanto quanto o governador
de São Paulo pelo PSDB, José Serra, entende de economia.

Lula, que não entende de sociologia, levou 32 milhões de miseráveis e
pobres à condição de consumidores.

Lula, que não entende de economia, pagou as contas do entreguista FHC,
zerou a dívida com o FMI e ainda empresta algum aos ricos...

Lula, que não entende de educação, pois a oposição e a mídia o classificam
como analfabeto e burro, criou mais escolas e universidades que seus
antecessores juntos e ainda criou o PRÓ-UNI aonde filho de pobre vai à
universidade...

Lula, que não entende de finanças, nem de contas públicas elevou o salário
mínimo de 64 para mais de 200 dólares e não quebrou a previdência como
dizia FHC...

Lula que não entende de psicologia, levantou o moral da nação e disse que
o Brasil está melhor que o mundo... mas o PIG (Partido da Imprensa
Golpista), que entende de tudo, acha que não...

Lula que não entende de engenharia, nem de mecânica, nem de nada, Lula não
entende de nada, reabilitou o Proálcool, acreditou no biodiesel e levou o
país a liderança mundial de combustíveis renováveis...

Lula que não entende de política, mudou os paradigmas mundiais e colocou o
Brasil na liderança dos países emergentes, passou a ser respeitado e
enterrou o G-8...

Lula, que não entende de política externa nem de conciliação, pois foi
sindicalista brucutu, mandou as favas a ALCA, olhou para os parceiros do
sul e especialmente para o vizinhos da América Latina, onde exerce
liderança absoluta sem ser imperialista, tem trânsito livre com Chaves,
Fidel, Obama, Evo, etc...bobo que é cedeu a tudo e a todos...

Lula que não entende de mulher, nem de preto, colocou o primeiro negro no
supremo (desmoralizado por brancos), colocou uma mulher no cargo de
primeira ministra e vai fazê-la sua sucessora.
Lula, que não entende de etiqueta, sentou ao lado da rainha e afrontou
nossa fidalguia branca de lentes azuis.

Lula, que não entende de desenvolvimento, nunca ouviu falar de keynes,
criou o PAC, antes mesmo que o mundo inteiro dissesse que é hora do
Estado investir e hoje (o PAC) é um amortecedor da crise...

Lula que não entende de crise, mandou abaixar o IPI e levou a indústria
automobilística a bater recorde no trimestre...

Lula que não entende de português nem de outra língua, tem fluência entre
os líderes mundiais, é respeitado como uma das pessoas mais poderosas e
influentes no mundo atual...

Lula não entende nada de nada e mesmo assim é melhor que todos os
outros...

Lula, que não entende de respeito a seus pares, pois é um brucutu, já
tinha uma empatia e uma relação direta com Bush, notada até pela imprensa
americana. E agora já tem a empatia do Obama.

Lula, que não entende nada de sindicato, pois era apenas um agitador, é
amigo do tal John Sweeny e entra na Casa Branca com credencial de
negociador lá, nos "States".

Lula, que não entende de geografia, pois nunca viu um mapa, é ator da
mudança geopolítica das Américas.

Lula, que não entende nada de diplomacia internacional, pois nunca estará
preparado, age com sabedoria em todas as frentes e se torna interlocutor
universal.

Lula, que não entende nada de história, pois é apenas um locutor de
bravatas, faz história e será lembrado por um grande legado dentro e fora
do Brasil.

Lula que não entende nada de conflitos armados nem de guerra, pois é um
pacifista ingênuo, já é cotado pelos Palestinos para dialogar com Israel.


***

O sr. não sabe do que está falando...


Na verdade, meu comentário foi apenas uma réplica de um email que recebi. Apesar do texto não ter sido escrito por mim, concordo com ele em gênero número e grau. Não sou defensora cega de Lula. Ele erra muito eu sei. Mas seu governo tem sido de muitos acertos também... e isso ninguém reproduz.

Se o Sr. Augusto Nunes fosse coerente com a liberdade de expressão tão defendida pelos Jornalistas, meu comentário estaria em seu blog e não aqui.

Por que será que ele não quis aceitá-lo?

quinta-feira, 18 de junho de 2009

JK, amante incondicional do nosso país

Palavras de JK em uma carta endereçada aos seus amigos Carlos Murilo e Renato e escrita em 25 de abril de 1966, quando estava em Nova York:

Eu continuo procurando trabalhar e as oportunidades se vão ampliando. Europa, Estados Unidos e países da América latina, entre os quais o Paraguai, me oferecem oportunidades promissoras. É mesmo possível que em breve eu tenha que ir a Assunção. Mas, isso não preenche de forma alguma o vazio insuportável da ausência do Brasil.



Chego a ficar emocionada com leituras desse tipo. E triste também.

Emocionada por conhecer tamanho amor e tamanho patriotismo, mesmo que seja através de documentos históricos - dos quais tenho constante acesso e me sinto honrada de ler.

Triste por constatar que não vi e provavelmente não verei isso de perto...





terça-feira, 16 de junho de 2009

Lula responde (?)

Com milhões de desculpas pelo sumiço, reapareço com a seguinte notícia que li no Comunique-se:

A partir do dia 07/07, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá um novo canal de comunicação com a sociedade. A coluna “O Presidente Responde”, será veiculada todas as terças-feiras nos jornais impressos interessados na publicação.

No espaço, o presidente irá responder perguntas formuladas pelos leitores. Caberá aos veículos enviá-las para a Secretaria de Imprensa do Planalto, que selecionará, semanalmente, três para serem respondidas.

As perguntas devem tratar de temas relacionados às políticas públicas, com relevância e interesse jornalístico. Todos os jornais receberão o mesmo material, que deverá ser publicado na íntegra. Cada texto terá aproximadamente 3,5 mil caracteres, com layout livre.

O cadastramento dos veículos foi aberto nesta segunda-feira (15/06). Os interessados devem preencher uma ficha que está disponível no site da Presidência.

Além da coluna, a Secretaria de Imprensa do Planalto planeja ainda para este ano a criação de um blog, um canal no Youtube e uma conta no Twitter. A idéia do governo é servir de fonte de informação diretamente para a população, sem a mediação e edição dos veículos.

Sérgio Matsuura, do Rio de Janeiro

Interessante... será que vai funcionar?

Quando o Governo se abre aos questionamentos do povo, pra mim é bom sinal.

E pra você?



terça-feira, 28 de abril de 2009

Gripe Suína

Replico aqui algumas perguntas e respostas sobre a Gripe que vem assutando a todos. Todas as informações abaixo foram retiradas da Folha Online.

O que é a gripe suína?

É uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é diferente do H1N1 totalmente humano que circula nos últimos anos, por conter material genético dos vírus humanos, de aves e suínos, incluindo elementos de vírus suínos da Europa e da Ásia.

A gripe tem cura?

Tem tratamento.

Como é transmitido o vírus?

Em casos registrados nos últimos anos, a doença foi contraída por pessoas que tiveram contatos com criações de porcos, mas não há registro de que o mesmo tenha acontecido no atual surto. Ela está sendo da mesma forma que a gripe comum: por via aérea, de pessoa para pessoa, por meio de espirros e tosse.

Quais são os sintomas?

Os sintomas em humanos são parecidos com os da gripe comum e incluem febre acima de 39°C, falta de apetite e tosse. Algumas pessoas com a gripe suína também relataram ter apresentado catarro, dor de garganta, náusea, vômito e diarreia forte.

Infecção de gripe suína é comum em humanos?

No passado, os Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC) registraram 12 casos de infecção humana pelo vírus da gripe suína, todo em pessoas que tiveram contato com porcos. Nesses casos, não houve evidência de transmissão entre humanos.

Pode-se contrair a doença comendo carne de porco?

Não. Os vírus da gripe suína não são transmitidos pela comida. O governo mexicano e a OMS (Organização Mundial de Saúde) descartaram qualquer risco de infecção por ingestão de carne de porco. De acordo com o CDC, a temperatura de cozimento (71ºC) destrói os vírus e as bactérias.

Como devo agir se estiver com os sintomas?

Não houve detecção da nova gripe no Brasil até o momento. Portanto, quem tiver sintomas de gripe pode tomar remédios sintomáticos e procurar um médico, caso os sintomas persistam, para tomar um antiviral. Mais informações: www.saude.gov.br

E quem chegou de viagem?

Se a pessoa esteve nos últimos dez dias em países onde houve casos, como o México, e apresenta sintomas. pode procurar um médico e realizar o exame para identificar o tipo de gripe. Deve-se evitar locais com presença de muitas pessoas enquanto não sai o resultado.

Qual a diferença entre a gripe suína e a gripe comum?

A gripe suína é caracterizada pelos sintomas da gripe comum, mas pode causar vômitos e diarreia mais graves. A gripe comum mata entre 250 mil e 500 mil pessoas a cada ano, principalmente entre a população mais velha. A maioria das pessoas morre de pneumonia, e a gripe pode matar por razões que ninguém entende. Também pode piorar infecções por bactérias. A maioria dos mortos da gripe suína tinha entre 25 e 45 anos.

Como a infecção de humanos com gripe suína pode ser diagnosticada?

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha vírus, e examinadas em laboratório. Entretanto, algumas pessoas, principalmente crianças, podem espalhar o vírus por dez dias ou mais.

Existe vacina contra esta doença?

As vacinas normais contra a gripe são alteradas todos os anos para incluir imunização contra novas variedades de vírus. Segundo as autoridades mexicanas, que citam a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacina existente para humanos é para uma cepa anterior ao vírus, com o qual não é tão eficaz. Mas como os casos confirmados de mortes atingiram adultos, é possível que as pessoas mais vulneráveis --crianças e idosos--tenham se beneficiado por serem alvo de vacinação mais regularmente que os adultos jovens.

A vacina contra a gripe comum tem eficácia contra a gripe suína?

Não se sabe. Pode haver uma prevenção, ainda que parcial, se considerado o fato de que os casos no México ocorreram principalmente com adultos jovens. Lá, crianças de até 3 anos e adultos com mais de 50 vacinam-se rotineiramente contra a gripe humana.

Existe algum remédio eficaz contra a doença?

Os antigripais Tamiflu e Relenza, já utilizados contra a gripe aviária, são eficazes contra o vírus H1N1, segundo testes laboratoriais e parecem ter dado resultado prático, de acordo com o CDC.

Por que a OMS está em estado de alerta?

Porque há casos humanos associados a um vírus de gripe animal, mas também pela extensão geográfica dos diferentes focos, assim como pela idade não habitual dos grupos afetados. A gripe suína representa o maior risco de uma pandemia em larga escala desde que a gripe aviária que ressurgiu em 2003.

Trata-se de um novo tipo de gripe suína?

Assim como no ser humano, os vírus da gripe sofrem mutação contínua no porco, um animal que possui, nas vias respiratórias, receptores sensíveis aos vírus da influenza suína, humana e aviária. Os porcos tornam-se incubadoras que favorecem o aparecimento de novos vírus gripais, através de combinações genéticas, em caso de contaminações simultâneas. Esses tipos de vírus híbridos podem provocar o aparecimento de um novo vírus da gripe, tão virulento como o da gripe aviária e tão transmissível como a gripe humana.

Os turistas com viagens marcadas para o México deveriam ficar preocupados?

A OMS diz que não é preciso alterar planos de viagens e o México disse que não vê necessidade de fechar as fronteiras. Mas governos de países como Itália, Polônia e Venezuela aconselharam os seus cidadãos a adiarem viagens às áreas em que foram registrados casos de gripe suína no México e nos EUA. Segundo a OMC, o fechamento de fronteiras e as restrições às viagens seriam inúteis, porque o vírus já se espalhou.

Corro risco de viajar aos países atingidos?

Por enquanto não há um alerta por parte das entidades sanitárias que justifique o cancelamento da viagem. Mas adiá-la, caso possível, pode ser uma atitude preventiva. Os que vão a locais afetados podem usar máscaras, lavas as mãos com água e sabão constantemente e evitar aglomerações, entre outros procedimentos.

Como se previne estando nesses locais?

Com máscaras, lavando sempre as mãos e evitando locais com muita gente entre outros.

Qual o tempo de incubação?

Em média varia de 24 horas a 3 dias. A mídia mexicana cita até duas semanas.

Posso contrair o vírus de alguém que não apresente os sintomas?

Sim. O Influenza pode ser transmitido por alguém até 24 horas antes de essa pessoa apresentar os sintomas.

Quais os grupos mais suscetíveis?

Pessoas com alguma doença crônica ou deficiência imunológica sempre estão mais sujeitas.

Quanto tempo demora o resultado do exame que detecta a gripe suína?

Nos EUA, tem demorado em torno de três dias. A Fiocruz prevê o mesmo para o Brasil.

VEJA TAMBÉM O VÍDEO EXIBIDO NO JORNAL DA GLOBO DIA 27/5




domingo, 12 de abril de 2009

Satisfação

Caríssimos leitores deste blog,

Como o próprio título define, tô passando só pra dizer que infelizmente não estou conseguindo atualizá-lo com tanta frequência.

Peço desculpas e juro que assim quer eu volto ...

a autora.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Uma verdadeira aula de jornalismo esportivo

Era terça-feira, 17 de março. A caminho da faculdade, poderia parecer até um dia normal. Mas não era. Não para mim, porque eu sabia que o Willy Gonser, da rádio Itatiaia - aquele que faz o coração de todo torcedor atleticano disparar, sofrer, se emocionar e vibrar de emoção - estaria na PUC para falar sobre radiojornalismo. Pois cheguei ao local com 30 minutos de antecedência e fiquei esperando ansiosamente o inicio da palestra.

Willy chegou e foi aplaudido. Simpático e muito bem humorado, aguardou pacientemente a chegada dos demais convidados e a exibição de um documentário - muito bacana por sinal – elaborado pelos ex-alunos da faculdade: Cristiano Martins, David Luís Prado, Emerson Campos, Gustavo Faleiro e Wanderson Lima, juntamente com um dos convidados, o Marcelo Machado. Trata-se de uma mostra do dia-a-dia nas rádios e nas transmissões ao vivo, com depoimentos de grandes personalidades do meio – inclusive com depoimento do próprio Willy Gonser. O vídeo foi tema de um projeto experimental apresentado à banca no final do curso.

Aos poucos, os demais convidados foram chegando. Eram eles: o assessor de Comunicação Social da Ademg, Rogério Bertho, o comentarista das rádios Globo, CBN Minas e dos canais Sportv e PFC, Leonardo Figueiredo e o Repórter da Rádio Inconfidência, Marcelo Machado, como já citado.

Foi fantástico, porque como o próprio Willy Gonser fez questão de afirmar, aquele encontro não tinha o formato de uma palestra, mas sim de um bate papo: “Conversar sobre futebol é sempre uma coisa boa”, afirmou. Sabe aqueles programas televisivos, pós-jogos que têm uma mesa cheia de comentaristas, discutindo sobre a partida de futebol? Aqueles que assistimos, sentados no sofá, dando pitacos, como se eles [os comentaristas] estivessem nos ouvindo? Então, era isso! E dessa vez eu estava lá de verdade! Eu e dezenas de colegas que lotaram a Multimeios (sala de apresentações e palestras da PUC), fazendo diversas perguntas e até mesmo comentando sobre alguns assuntos, interagindo com os convidados.

Muitas coisas bacanas foram ditas ali. Sobre a imparcialidade na transmissão de partidas de futebol, por exemplo, Willy afirmou que não acha que ela [a imparcialidade] seja assim tão necessária. Ele disse que os ouvintes sabem quando o locutor está falando em tom de brincadeira ou não. Para ele o importante é ser profissional: “Não acho que devo ser imparcial. Posso ser parcial porque a credibilidade conquistada me dá o álibi para isso. Quando é momento de analisar lances, o profissionalismo fala mais alto e o ouvinte com certeza sabe discernir esses momentos. Mas, cá pra nós, um cara como eu, que está no rádio há 54 anos não pode responder simplesmente que não torce para ninguém! Isso seria hipocrisia!”, disse. O locutor declarou também, que possui três times do coração: Grêmio, Atlético Mineiro e, claro, a Seleção brasileira. Dentre os vários assuntos que foram surgindo ao longo do evento, destaco alguns:

Sobre a proibição da venda de bebidas alcoólicas no Mineirão – Willy e Leonardo são contra, porque acham que o torcedor que está de folga e quer ter um momento de lazer com a família, é penalizado por culpa de outros que às vezes nem são torcedores. O locutor acha que a maioria dos casos de violência, que acontecem em partidas de futebol, ocorrem fora do estádio, o que não justifica essa proibição. Para Leonardo, a violência deve ser tratada como caso de segurança pública, sem que para isso pessoas de bem sejam penalizadas. Ele acha que a proibição faz com que torcedores deixem de freqüentar os estádios para assistir os jogos em suas casas. Rogério, da Ademg, por sua vez, defende a medida adotada porque segundo ele, dados estatísticos comprovaram que esta contribuiu para a diminuição de casos de violência nos estádios.

Sobre a volta de Ronaldo – Todos se mostraram contentes e torcedores do fenômeno. Willy Gonser em particular, mostra que tem muita afinidade com o jogador, afirmando inclusive, que seu retorno à seleção brasileira pode ser cogitado.

Sobre a influência das mulheres no esporte - Todos concordaram que o crescimento dessa influência é fato. Mas, todos concordaram também que isso só é possível desde que a mulher entenda muito bem de futebol. Em algumas situações, eles presenciaram cenas pouco agradáveis com algumas delas. O Rogério contou o caso de uma ex colega que, ao ser chamada pelo locutor - que lhe perguntou sobre o movimento no campo de futebol -, disse: “Bem, do lado direito temos o Cruzeiro... com a camisa azul... E, do lado esquerdo, o Atlético... com a camisa branca de listras pretas...” (será que isso é verdade mesmo?)

Sobre a entrada do jovem no jornalismo esportivo: O Marcelo Machado deu um banho de ânimo nos futuros jornalistas que o assistiam. O banho de ânimo ao qual me refiro se dá pelo fato de que o mercado de trabalho para jornalistas já está bem saturado. Isto é uma realidade tanto para os profissionais quanto para os estudantes. Apesar de jovem, ele já está inserido no mercado, o que por si só já é motivo para despertar esperanças. Além disso, ele afirmou com convicção: “Quem pretende ser jornalista esportivo tem que tentar e ir até o fim. Porque tem chances de conseguir sim”. Mas fez ressalvas: “É necessário mais que um curso de jornalismo e disposição. É preciso também – e principalmente – conhecer muito sobre futebol e ser completamente apaixonado pelo tema” contou.

Casos inusitados que acontecem durante as transmissões: Esse foi um momento de muitas risadas. Mas o que mais me fez rir, foi o episódio contado pelo jornalista Leonardo Figueiredo. (desculpa Leonardo, mas vou ter que contar isso aqui... rs).

Ele disse que assim que entrou na Itatiaia, foi cobrir um clássico no Mineirão. Estava escalado como repórter volante e estava bem nervoso. Porém, não contava com uma dor de barriga repentina que o atacou minutos antes do jogo. Aflito, ele entrou no vestiário (acho que do Atlético) a fim de achar um banheiro. Ficou procurando pelo estádio – que ainda não conhecia muito bem – até que enfim, conseguiu encontrar . Para chegar até lá, o jornalista passou por entre os jogadores que estavam se preparando para entrar em campo. “Com o microfone da Itatiaia você consegue entrar em qualquer lugar”, comentou Leonardo. Foi então que – já acomodado – tentou ligar para seus colegas na rádio, avisando que não poderia atender, caso o Willy o chamasse. Por azar, ninguém atendeu suas ligações. E, o Willy Gonser o chamou: “Vamos falar com o repórter Leonardo Figueiredo... e aí Leonardo, diga-nos onde você está?”. Segundo ele, a única coisa que passou por sua cabeça, foi dizer que estava passeando no vestiário, observando a preparação dos jogadores. Leonardo disse que, assim que saiu do banheiro, os jogadores estavam o esperando na porta, porque tinham ouvido sua conversa ao telefone...

Este foi apenas um dos casos engraçados que ouvimos, mas não dá para escrever todos aqui. Olha o tamanho deste post!

Só posso dizer que tudo que foi dito ali – até mesmo as histórias inusitadas - foi uma verdadeira aula de jornalismo e profissionalismo para todos os presentes. No final do bate pap’ eu pedi ao Willy Gonser que narrasse um trechinho de uma partida para que pudéssemos desfrutar da sua voz, ali, ao vivo. Mas ele não quis. Fiquei um pouco triste, mas depois entendi. Em meio a atleticanos e cruzeirenses, narrar um gol do Tardelli não seria bom para sua imagem. Mas que seria bom ouvi-lo narrando um gol do Tardelli, ah.. isso seria!

O Leonardo finalizou suas considerações dizendo que jornalistas não devem ser tratados como celebridades. Que ele me desculpe, mas, apesar de concordar com sua opinião, faço do Willy uma exceção. Sou fã de carteirinha dele e, apesar de não estar direcionada para a área de jornalismo esportivo, sempre terei o Willy Gonser como um exemplo e como uma referência na minha futura carreira.

Antes que eu me esqueça: o evento foi realizado pelo DA de Comunicação da PUC Minas São Gabriel. Uma iniciativa exemplar, que deve ser continuada por servir de suporte a todos os estudantes. Eles merecem nossos aplausos!

O Google é demais...

Assista o vídeo abaixo e conheça a nova tecnologia que será implantada em 25 cidades do Reino Unido.




Vi no: http://jornalismomovel.blogspot.com

quarta-feira, 18 de março de 2009

Para quem gosta de jornalismo esportivo...

Ontem assisti uma palestra com Willy Gonser (locutor da rádio Itatiaia), Rogério Bertho (assessor de comunicação da Ademg), Leonardo Figueiredo (comentarista nas rádios Globo, CBN Minas e dos canais Sportv e PFC) e Marcelo Machado da rádio Inconfidência. Em breve postarei minhas anotações e impressões sobre a palestra - ou melhor, bate papo - de ontem. Aguardem...

sábado, 14 de março de 2009

O "rei" Pelé e sua modéstia - quase extinta

Apesar de não ter acompanhado o futebol de Pelé, já vi dezenas de vídeos que comprovam o fato de que ele era um jogador sem igual. Ok, nada se discute em relação a isso. Porém, lendo a entrevista das 'páginas amarelas' da Veja, (ed .2102 do dia 4 de março), fiquei decepcionada. Isso porque o "rei" Pelé simplesmente se acha! Sério.. modéstia nas palavras dele é uma coisa rara de se ver". Além de tudo, fala de sí mesmo em terceira pessoa, como se tivesse uma dupla personalidade.

Selecionei algumas frases que mais me chocaram e fizeram com que me sentisse assim. Veja abaixo (coloquei alguns comentários em itálico):


"(...)todo mundo acha que o Pelé poderia ser um bom presidente, mas essa possibilidade está descartada..." [O que ele quis dizer com 'todo mundo'? ]

"Pena que o baixinho não tenha conseguido chegar aos meus 1283 gols oficiais. Nos 1000 gols de Romário, foram incluídos gols de quando ele era juvenil e até infantil... O que interessa, porém, é que o futebol e o Pelé trouxeram de importante para o mundo." [ Aff...]

"Os jovens têm que saber o valor que o Brasil tem e o Pelé tem [...] Todo mundo sabe que o Pelé foi melhor que o Maradona: cabeceava melhor, chutava com as duas pernas." [Ah tá... tenho que saber isso né? E através de você mesmo né? Ahh tá.. ]

" O brasileiro me ama, me adora. Agora culturamente tem cisma com quem faz sucesso..." [Eu tenho cisma de gente que se acha e não de gente que faz sucesso. E sinto muito em decepcioná-lo mas...eu não te amo!]

"Quando o Obama estiver mais calmo, sem essa pressão de bolsa, passo lá para tomar um café(...)" [Isso, aproveita e dá umas dicas de 'como dominar a crise' pra ele! rs]

"Em quatro anos, ele [falando de Obama] pode até ficar mais famoso, mas eu continuarei a ser rei" [Ah neemmm... nem vou comentar essa aqui...]

"Já ouvi até que o Pelé é mais famoso que Jesus Cristo(...) Mas não sou eu quem digo viu? Depois que os Beatles disseram que eram mais famosos que Cristo, começou a desgraça e o grupo acabou. Aliás, se os Beatles são sirs, eu sou Cavaleiro do Império britânico, título que ganhei da rainha da Inglaterra." [ Ou seja, você é melhor que os Beatles...? É isso mesmo que entendi?]

"O Pelé é imortal. O Edson não tem medo de envelhecer nem de morrer" [Isso é bom já que vai ser inevitável...]


Se compara com o presidente Obama, com Beatles, com Jesus Cristo...afirma que é uma espécie de 'salvador do mundo'...

Bem, não sei quanto a vocês, mas eu admiro muito pessoas modestas, humildes , simples. Acho que o verdadeiro brilho e o verdadeiro sucesso se encontram em pessoas que possuem estas características. Decepcionada.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Acessbilidade

Simplesmente FANTÁSTICO o programa de acessibilidade do Senado Federal.

Sei que nosso país ainda tem muito a aprender sobre implementação de acessibilidade para pessoas com necessidades especiais. Mas, analisando as medidas adotadas pelo Senado me deparei com um programinha em java super bacana e simples de usar.

Para que quiser testar o recurso é só selecionar uma parte deste texto e clicar na imagem que aparece na parte inferior da mesma página.




Parabenizo os autores dessa iniciativa e espero que ela seja propagada pela web como um todo. Afinal, direitos iguais, não é mesmo?

segunda-feira, 9 de março de 2009

Prêmio Dardos

As correntes já estão se alastrando no mundo da blogosfera...
Isso mesmo, correntes na blogosfera. Eu explico:
Hoje recebi uma indicação da Lorena a um suposto “Prêmio Dardos”. Fiquei muito feliz por isso, principalmente por saber que ela prestigia o meu blog a ponto de me indicar. Porém, tinha lido hoje mesmo, pela manhã, um post do Emílio Pacheco sobre esse mesmo prêmio. Nesse post ele se recusa a seguir as ‘regras’ e explica o por quê. Achei seus argumentos muito convincentes e por isso também não vou aderir a essas regras. Espero que a Lorena entenda minha atitude que não pretende de maneira nenhuma ser grosseira. Apenas acho que isso é uma espécie de “corrente” sem muitos fundamentos e explicações. Até agora, por exemplo, não entendi como seria essa apuração de resultados. Porém, fico satisfeita por ter sido indicada por ela. Com certeza indicaria o Entre (minhas) Linhas para receber um prêmio também. Isso porque adoro o jeito como ela coloca as palavras “no papel”. Ela consegue fazer com que sintamos na pele exatamente aquilo que as palavras dela pretendem repassar.
Então é isso! Muito obrigada mais uma vez Ló! Espero que compreenda minhas razões.

Consequência da Crise


Hilário!


Vi no: http://www.acharge.com.br

sexta-feira, 6 de março de 2009

Você conhece o Google Reader?

Trata-se de um serviço disponibilizado pelo Google, que facilita a vida de quem lê muitos blogs e sites que possuem feeds. Através desta ferramenta você reúne todas as suas leituras em um só lugar. A medida em que os blogs vão sendo atualizados, o seu “reader” vai recebendo todas essas atualizações. É fantástico e muito prático. Ah, e ele também permite o compartilhamento de posts que você considera interessante. Seus amigos (aqueles que possuírem seu link de compartilhamento, claro) poderão ler as notícias que você quiser compartilhar.
Clique aqui e saiba mais.
Vale muito apena conferir!

Antes que eu me esqueça, essa é mais uma dica da santa Camila. Valeu Camy!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Revista Veja disponibiliza acervo digital

Mais uma ótima dica enviada a mim pela Camila.

A Revista “Veja” disponibilizou um acervo digital de todas as suas edições. O acervo é uma parceria com o banco Bradesco, e tem uma ótima navegabilidade. Nele, o usuário faz sua pesquisa através de palavras-chaves, e é imediatamente direcionado a links que o levam a todas as matérias publicadas sobre aquela palavra. É realmente fantástico e - pelo menos para mim - vai ser de grande utilidade.

Para conhecer o acervo clique aqui.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Rapidinhas do dia

Estado de Minas Polícia captura quadrilha que assaltava bancos.

O Tempo Casal de menores é apreendido com meio quilo de maconha no bairro Caiçara.

Hoje em Dia Mesmo com o programa “Olho Vivo” furtos aumentam em 27% na capital mineira.

New York Times As políticas ‘antiterroristas’ do Governo Obama não tem diferido muito da políticas de George W. Bush.

Jornal do Commercio Em Brasília, professor foi demitido por usar música de conteúdo gay, a fim de ensinar os alunos sobre a o tema da matéria. A música era I Kissed girl (eu beijei uma garota) da cantora americana Katy Perry.

Le Monde China já tem 20 mil desempregados.

Folha de São Paulo Estados Unidos prevê mais 50 mil demissões

Agora São Paulo Justiça cancela INSS sobre o valor do aviso prévio

Conversa Afiada PHA Afirma que um passarinho lhe contou que a Globo deverá deixar de ser tão pessimista, senão os anunciantes não terão mais como anunciar. Afirmou também que o jornal O Globo está na “UTI”.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Foto da Posse de Obama

Realmente incrível esse email que recebi da Camila. Vejam:

Segue abaixo, o link de acesso a uma foto realmente espetacular da investidura de Barack Obama como Presidente dos Estados Unidos.

Deve ter sido obtida do sistema de proteção ao presidente, pois o nível de detalhe e a resolução das imagens é surpreendente. Consegue-se identificar qualquer pessoa.Segundo consta, a foto foi construída com 220 câmaras digitais de altíssima resolução.

Pode-se usar do zoom e ver detalhes das fisionomias das pessoas presentes, até mesmo das que estão bem longe do palanque.

Do lado esquerdo, na parte superior, existe um dispositivo para navegação, mas você pode usar o mouse para arrastar (mantenha o botão esquerdo pressionado para arrastar) e para a aproximar ou afastar (zoom) ou, então, usando-se a roda de rolagem existente na maioria deles. Um duplo clique leva ao zoom.

Se ao clicar na imagem não conseguiu visualizá-la, clique aqui.

É ou não é demais?

Vão Falar de Coisa Boa, de novo?

Bem, esse post é só pra ‘refrisar’ que a dupla Caju e Totonho continua apresentando a peça “Vão Falar de Coisa Boa?!”, porém desta vez no Music Hall. Em breve estarão apresentando também no Cine Contagem.

Cá pra nós, uma peça que dura tanto tempo, que está sendo tão comentada por ai, e sempre conta com a presença de um grande público só pode ser muito boa não é? Eu sou suspeita a falar, por isso, o melhor mesmo é ir conferir de perto – principalmente se você anda mal humorado.

Para saber mais informações sobre a peça, clique aqui.

Para ir ao site do Music Hall, clique aqui.

Para conhecer um pouco mais sobre o Caju, clique aqui.

Em breve, entrevista exclusiva com o Totonho, aguardem.

Update: O Totonho não respondeu o questionário como havia prometido... Se um dia ele responder eu posto aqui. Me desculpem.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

O encontro dos prefeitos e o batom de Dilma

As expectativas para o encontro dos prefeitos ultrapassaram o previsto. Mais de 4.000 participaram do evento.
Para alguns jornalistas, o discurso de Lula teria a intenção de promover Dilma Rousseff nas vésperas de sua candidatura à presidência do país.
O presidente, através de suas palavras, só fez valer sua afirmação de “azia” pela imprensa brasileira:

"Fiquei triste como leitor porque estão abusando de minha inteligência. Tem gente que pensa que o povo é marionete, é vaca de presépio. Disseram que este ato eu ia fazer o pacote da bondade e que o presidente vai dar dinheiro para prefeito bandido. Como é fácil julgar as pessoas. Não deram nem sequer a oportunidade para vocês [prefeitos] mostrarem que não são os ladrões que escrevem que vocês são. Não é possível que a gente possa se calar diante de tamanha ofensa. Disseram que é um ato para promover dona Dilma Rousseff.São pessoas pequenas. Eu, graças a Deus na minha vida, nunca tive favor de ser eleito porque a imprensa me ajudou", afirmou .

Houve também o momento em que Lula prometeu cortar o “batom de Dilma”, se isso fosse preciso para manter as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

E nós aqui, ficamos esperando explicações sobre como nossa vida vai melhorar depois deste evento. Se encontrar, te conto.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Lula se reúne com 3.500 prefeitos hoje

Hoje, o Presidente Luis Inácio Lula da Silva vai se reunir com 3.500 prefeitos. A intenção é buscar uma maior interação entre a União, os Estados e os Municípios. Dentro os assuntos a serem discutidos no encontro estarão a crise econômica e seus efeitos na conclusão de obras PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e as medidas que autorizam a renegociação das dívidas do INSS (Instituto nacional do Seguro Social). Também serão apresentadas propostas de financiamento pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico) e outros acordos firmados em benefício das áreas sociais.

Opinião:

Creio que essa reunião é muito importante para que os administradores do país tenham um contato direto com as ações do Governo diante do cenário nacional. Meu desejo é que encarem esse encontro como algo sério, relevante e que este os impulsionem a tomar atitudes corretas, em benefício da população. Espero sinceramente que não seja apenas um passeio em Brasília para ‘bater um papo’ com o presidente Lula.



Li aqui.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Notícia bizarra

Navegando pela net, me deparo com a seguinte notícia:

Casal se conhece na Internet e batiza filho de Yahoo

10 de setembro de 2007 • 17h46 • atualizado às 18h05

Um casal de mexicanos que se conheceu por meio da Internet batizou seu filho com o nome de "Yahoo", apesar dos funcionários do cartório terem lhes advertido sobre os danos psicológicos que poderiam ocasionar à criança.

O caso, divulgado pelo jornal La Crónica, da cidade de Mexicali, no Estado de Baixa Califórnia, no México, ocorreu em março de 2005, e foi confirmado hoje à Efe por Enrique Sánchez, funcionário do cartório local.

Sánchez afirmou também que os pais de Yahoo são mexicanos, embora tenha dito não saber as razões que os levaram a escolher este nome para seu filho. "No México, não há nenhuma lei que proíba pôr nomes como este nas crianças", disse, indicando ainda que, há apenas duas semanas, outro casal, aparentemente de ecologistas, batizou seu filho de "Árvore".

Segundo Sánchez, os habitantes da região ocasionalmente optam pôr nomes não usuais para seus filhos, uma opção que pode se transformar em um problema para as crianças e afetar suas respectivas identidades, como costumam advertir as autoridades governamentais no momento do registro dos filhos.

Segundo o jornal La Crónica, o termo "Yahoo" significa "animal", e foi inventado por Jonathan Swift, no livro "As viagens de Gulliver". Segundo os fundadores do site de buscas Yahoo, Jerry Yang e David Filo, este nome foi escolhido porque eles mesmos se consideravam "animais da informática".

***

A notícia é antiga, mas é bizarra, não? Será que o apelido dele hoje em dia é yahoozinho?
Achei aqui

Obama tem tem "pepinaço na mão"

Não fui eu quem disse, foi o Lula...

rsrs...
Francamente hein presidente, gosto muito de você, mas as vezes fica difícil... rsrsrs

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

R$1 - Isso é muito pra você?

Você conhece o Graac? Não?
Graacc é o Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer. Assista o vídeo para conhecer um pouco do trabalho deles:



Pois é, se você também ficou comovido, saiba que pode ajudar. A partir de R$1 você já contribui para a continuação e melhoria no trabalho desses heróis. Para saber como doar, clique aqui .

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

PARA QUEM GOSTA DE CAJU, ESTA MATÉRIA É UM 'COPO CHEIO'

Os fãs da dupla Caju e Totonho conhecerão um pouco mais sobre um de seus integrantes nas próximas linhas desta matéria. Através de um bate-papo informal, Rodrigo Signoretti Magalhães, 37 anos, mais conhecido como Caju, contou um pouco sobre sua vida pessoal e profissional, recheada de atividades e bom humor.

Caju é divorciado e pai de dois filhos, Lucas de 17 anos e Thiago de 12. “Sinto-me um pai privilegiado. Apesar de meus filhotes não morarem comigo, nada é capaz de abalar a cumplicidade, a confiança e o carinho que sempre existiu entre nós”, afirma. Para ele, o importante não é a quantidade do tempo que um pai passa ao lado do filho, mas sim, a qualidade. “Além disso, tenho um bom relacionamento com minha ex-esposa e com toda a sua família”, diz.

Nascido em Belo Horizonte, Caju foi criado no bairro Betânia, mas também morou no bairro São Pedro, para onde se mudou após casar-se. Ele conta que também residiu no interior de São Paulo, onde vivem os filhos atualmente. Hoje Caju mora sozinho no bairro Floresta, na capital mineira.

Como profissional versátil que é ele nos disse que sua vida é cheia de atividades e vazia de rotina. Essas atividades são divididas entre as apresentações da peça de teatro "Vão Falar de Coisa Boa?!", as gravações do programa de televisão "Caju e Totonho em OFF", que é exibido pela TV Alterosa, e o programa de rádio Graffite transmitido pela 98Fm. No último, ele possui mais dois companheiros de bancada: Luiz Eduardo Schechtel (Dudu) e Rodrigo Dias (Rodrigo Rodrigues). Além disso, já atuou em alguns curtas-metragens, como: "A Hora Vagabunda","Remédios do Amor", "Perdemos de 1x1", "A Loira do Bonfim","Na Rua Ramalhetes" - e em outros longas-metragens - "Samba Canção", "Confronto Final," "Batismo de Sangue", "Bem Próximo do Mal.

Com muitos planos para sua carreira, Caju revela alguns de seus projetos. Ele pretende, por exemplo, fazer mais cinema, levar a peça para RJ e SP, fazer uma versão infantil de "Vão Falar de Coisa Boa", entre outros. “Também estou acabando de escrever o texto de uma peça de teatro, que se trata de uma comédia de casal, onde vou atuar com a Cynthia Falabella. Sempre quisemos atuar juntos e acho que agora vai dar certo”, conta. Aliás, como ele próprio afirma, escrever é uma de suas paixões.

Atleticano “desde que nasceu”, ele diz que sente falta da prática de esportes: “Sempre joguei bola - e sou bom, pode acreditar”, afirmou. “Sei que não é desculpa, mas a correria está tanta, que ando meio sedentário. Quero voltar logo para academia malhar pesado, como fazia antes”, disse. Ele lembra que a apresentação da peça, junto com seu amigo Totonho, ajuda a queimar algumas calorias: “Nos últimos meses, minha única atividade física, foi fazer teatro. Totonho e eu sempre saíamos do palco, ensopados de suor”, disse.

Caju provoca muitas risadas por onde passa. Na peça teatral, dentre os vários papéis que interpreta, o que mais provoca risos no público é a imitação da “mãe”. Nessa imitação, ele reproduz cenas do cotidiano de ‘toda mãe normal’, que repreende seu filho por atitudes como: chegar tarde em casa, não gostar de estudar, não ajudar nas atividades domésticas, entre outros. A platéia se identifica com as cenas e mais do que gargalhadas, oferecem muitos aplausos
(vídeo aqui).

“O humor não surgiu na minha vida. Eu nasci com ele. Quando eu saí da barriga da minha mãe e o médico bateu na minha bunda, eu não chorei, eu dei foi uma gargalhada” afirma.

Caju conta também que conheceu seu amigo Totonho (Alfredo Vianna) no Graffite: “Antes, o programa era formado pelo Dudu, Totonho e Rodrigo. Em 2001 a Rádio Transamérica se interessou em retomar o programa e o Dudu me convidou para formar um quarteto. Eu topei e foi assim que o conheci. Costumo dizer que foi humor à primeira vista”, relata.

Apesar de já terem viajado por todo o Brasil, e participarem de palestras e atividades empresariais, para Caju não há nada mais gratificante do que o trabalho voluntário: “Uma das coisas que mais nos deixam felizes, são as apresentações em hospitais. Vamos como voluntários, e se preciso fosse, até pagaríamos para fazer estas visitas, tamanho o prazer que sentimos ao ver enfermos - crianças, jovens, adultos ou idosos - gargalharem com nossas palhaçadas. Isso realmente não tem preço”, conta.



domingo, 18 de janeiro de 2009

Aguardem...

Em breve um post super interessante vai pintar por aqui.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Los Hermanos juntos outra vez?

Sim! Foi o que Bruno Medina (músico da banda) confirmou nessa quarta-feira em seu blog "Instante Posterior". A prícipio é apenas um encontro entre Los Hermanos, Radiohead, Kraftwerk e Vanguart que estarão juntos no palco do festival Just a Fest, nos dias 20 (Praça da Apoteose-Rio de Janeiro) e 22 de março (Chácara do Jockey-São Paulo). Ele vai logo avisando que os fãs não devem se entusiasmar e criar muitas espectativas para uma possível volta da banda.

Confesso que mesmo depois de ler isso, estou otimista. A esperança é a última que morre, não é o que dizem? Então não custa nada torcer pra que isso aconteça. Afinal, vai ser bom pra eles também.

Clique aqui e leia o post na íntegra.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Falando um pouco sobre pré-sal

É uma camada profunda, que fica a cerca de 8.000 km abaixo do leito do mar, após a camada de sal. Foi abaixo dessa camada, numa faixa de 800 km que vai do Espírito Santo a Santa Catarina que os técnicos da Petrobrás encontraram petróleo. Muito Petróleo. Segundo uma reportagem de Consuelo Dieguez, para a revista Piauí deste mês, a descoberta pode gerar até 150 bilhões de barris. É necessário, no entanto, estudar novas tecnologias para diminuir os custos da exploração e fazer com que esta valha à pena. O mais difícil, que era chegar até o petróleo, a Petrobrás já conseguiu. Agora, é necessário pensar numa maneira mais fácil, e rápida de trazer esse petróleo para fora, sem alterar sua composição – já que as rochas-reservatório do pré-sal não são os mesmos tipos de rochas com as quais a Petrobrás está acostumada a lidar.

Mas o que mais assusta a Petrobrás não é a necessidade de criar uma tecnologia para a exploração, mas sim a crise econômica. Com a crise dos últimos anos, fica ainda mais difícil de ter uma expectativa concreta sobre o futuro das bacias do pré-sal. E não é porque a Petrobrás anda mal das pernas não. Aliás, ela tem recursos suficientes para sustentar a exploração até o ano 2015. Só que os fornecedores de equipamentos não. Eles precisarão de financiamentos, muitos financiamentos para produzir as peças necessárias para a exploração de maneira rápida e eficaz.

A administração dos recursos gerados pela a exploração é outro ponto a ser debatido. Lula quer que os recursos sejam destinados às contas da União, ele quer utilizar os recursos para acabar com a pobreza do país. O governo também tem a intenção de recuperar as ações vendidas à estrangeiros para que os recursos produzidos pela descoberta não fiquem nas mãos de ‘gente de fora’.

Enfim, agora é só esperar e torcer para que dê tudo certo, para que a crise passe logo e para que a descoberta gere muitos recursos úteis aos brasileiros. Eu acredito e confio no Lula, mas ‘o reinado’ dele não durará eternamente. Então o que resta é torcer mesmo.

William Waack e suas expressões faciais

Alguém já reparou nas expressões que o William Waack faz após cada matéria exibida no Jornal da Globo? Sim, eu sei que é normal que os jornalistas às vezes esbocem um sorrisinho aqui, ou uma carinha de espanto alí. Acontece também casos explícitos como o do Willian Bonner que chorou a morte de Roberto Marinho ou de Bóris Casoy que manisfesta sem nenhum receio sua opinião sobre determinadas matérias - e essa é sua marca.

Mas sinceramente? Na minha opinião, o Waack exagera. Isso acontece quase sempre. Podem notar, no fim de cada matéria, quando a câmera volta a filmá-lo tá lá! Dá pra ler nitidamente em sua expressão facial o que ele pensou sobre a matéria exibida. Principalmente quando faz cara de deboche ou desprezo. Cara de quem 'comeu e não gostou' como diz minha mãe...

Eu acho isso ridículo. Dá uma impressão ruim e às vezes sinto que essas expressões chegam até mesmo a desmoralizar as matérias de alguns repórteres.

Desculpem o desabafo, mas isso já vem me intrigando há um bom tempo.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Paulo Henrique Amorim, Piauí e a PIG

Há pouco tempo assinei as revista Piauí que me foi indicada por um ex- professor e por um colega de faculdade, como já até citei em meu blog pessoal. Confesso que gostei muito do modo como as matérias são escritas. Também gostei dos assuntos da revista.

Mas, como não costumo ficar só rasgando elogios para as coisas que gosto - ao contrário, procuro pesquisar mais sobre o veículo para chegar a uma conclusão final, ou pelo menos um conhecimento que me dê um álibi para criticar ou não - cheguei ao site do Paulo Henrique Amorim, o “Conversa Afiada”.
Lá encontrei duras críticas a ‘entrevista’ que o presidente Lula concedeu ao Sr. Mário Sérgio Conti, na edição de janeiro. Conti, segundo o próprio PHA, dirigiu a Veja, foi da Folha e agora dirige a Piauí. Para PHA Conti é uma estrela de primeira grandeza do PIG (Partido da Imprensa Golpista).



Fiquei chocada. Não pelas críticas de PHA, nem pela matéria que lí por inteiro na Piauí – mesmo achando a matéria "enrolativa" demais, pois o presidente Lula só aparece no final – mas fiquei assustada ao ler a entrevista, na íntegra , no próprio site do governo.

A falta de ‘inteligência' de Conti ao fazer perguntas como: “O senhor se sente solitário no fim de semana?” me deixou indignada. Assim como a sua falta de ética ao fazer perguntas tendenciosas com 'respostas prontas' - “Mas a minha impressão é de que o senhor não gosta muito de jornalista, no que faz muito bem, mas é uma coisa... O senhor gosta... de economista o senhor gosta?” – sinceramente, dá vergonha ao ler isso.

De tudo, consegui tirar quatro lições:

1 – Nem tudo é o que parece;

2- Como não se deve fazer perguntas;

3 - Seguindo o conselho de PHA: quando tiver uma oportunidade de entrevistar o presidente, faça o papel da imprensa, pergunte o que o povo quer saber - como a crise econômica por exemplo - e não tente atingir simplesmente os seus próprios interesses - ou o de seus ‘amigos’.

4 - E aprendi que ainda assim é possível tirar coisas boas do ‘lixo’. Quem editou essa entrevista, por exemplo, teve ‘ a manha’.

A Piauí pode até ser tendenciosa, mas admito que tenho aprendido muito com suas matérias. O importante é ter uma espécie de ‘filtro’ para tentar extrair as coisas boas... E criticar as ruins, duramente, até que o jornalismo verdadeiro seja o foco dos veículos de comunicação.

Quem sabe um dia?